Manchester United de bicicleta para o título e Arsenal a pendura

09 fevereiro, 2011


O momento ímpar de Rooney no pontapé de bicicleta certeiro frente ao Manchester City pode ter sido o tónico para mais um título para os reds devils. Mais do que a vitória sobre o rival, o resultado serviu para manter os quatro pontos na liderança do ManUnited no primeiro lugar da classificação antes do ciclo infernal que os espera: embora tenha ainda até lá a Liga dos Campeões pelo meio (Marselha), nas próximas jornadas da Premier League o Manchester United joga três vezes fora de Old Trafford: Wigan (lugares de despromoção), Chelsea e Liverpool.

Enquanto isso, o Arsenal, único perseguidor que neste momento parece poder ameaçar a equipa de Nani, joga três jogos em casa, contra Stoke City, Birmingham e Sunderland. Além desta vantagem teórica, os gunners podem ainda acomular o factor de uma possível eliminação da Liga dos Campeões frente ao Barcelona. Este cenário, poderá permitir foco total no campeonato, enquanto o Manchester United tem excelentes hipóteses de prosseguir na Europa, ficando o Arsenal centrado exclusivamente na Premier League.

Tal como o Arsenal, Tottenham, Chelsea e Manchester City não têm jogos muito complicados nas próximas jornadas – embora os Spurs joguem melhor fora do que em casa, e o Chelsea, além do Manchester United, tenha pela frente um confronto directo com o City. Ou seja: a luta pelo título, pode atingir oo seu auge na primeira semana de Março - e até com nova liderança.

É claro que, para isso acontecer, são necessárias algumas variáveis. Começando pela consistência dos rivais do Manchester United. O Chelsea, que começou a temporada de forma arrasadora, tinha conseguido a sua primeira sequência de três vitórias desde 19/Setembro antes de ser derrotado em casa pelo Liverpool. A equipa recebeu dois excelentes reforços, David Luiz e Fernando Torres, mas, enquanto o ex-Benfica pode ser a solução importante dos problemas na defesa, o espanhol vai ter que lutar por um um lugar na frente de ataque.

O Liverpool, embora fora destas contas pelo primeiro lugar, poderá ser chave no desfecho final. Os reds não perdem há seis jogos, nos quais conquistou quatro vitórias, muito devido ao contributo de Raúl Meireles. Embora tenham perdido Torres, os reds conquistaram algo muito mais importante: confiança. Vencer o United, neste contexto, não vale só pela rivalidade, pode valer também preciosos pontos na luta pelas competições europeias.

O mais importante rival de momento é o Arsenal. De nada adiantará o Manchester United perder seis pontos contra Chelsea e Liverpool se os Gunners não conquistarem os próximos nove. Sem perder desde 13/Dezembro, é difícil imaginar a equipa de Arsène Wenger perder pontos em casa contra os seus próximos adversários. O problema é que estamos a falar de uma equipa sobre o qual não se deve fazer previsões. Uma equipa que ainda tem presente os traumas de outros anos com derrotas inesperadas. Com mais quatro pontos do que o Manchester City, que tem um jogo a mais, e com seis de vantagem sobre o Tottenham – e provavelmente sobre o Chelsea –, cabe à equipa Wenger vencer as próximas três.

Há muito tempo que o Arsenal não lutava claramente pelo título. Terá, agora, de mostrar que finalmente atingiu um nível de maturidade que permita chegar ao final de época sem deslizes. Sem esquecer que, por enquanto, depende dos deslizes do Manchester United.

Vídeo

Pontapé de bicicleta de Rooney


Página Inicial

1 comentários:

Admin disse...

Já conheces a nova comunidade de futebol?

www.nbola.com

Visita e participa, estamos a recrutar moderadores para as várias secções.

www.nbola.com

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online