França aperta cerco aos operadores ilegais de Jogo Online

13 julho, 2010


A autoridade reguladora francesa de jogo online - ARJEL - enviou 19 notificações para os operadores ilegais a cessar as suas actividades em França ou terão os seus acessos aos seus sites bloqueados pelo Tribunal Superior de Paris. A prioridade é a luta contra os prestadores ilegais de jogo online, que manifestamente são uma ameaça para o projecto da liberalização em vigor.

A Arjel disse na semana passada que, caso as notificações do Tribunal Superior não sejam honradas, serão tomadas medidas de modo a bloquear o acesso a esses sites através de um despacho com medidas provisórias.

Nenhum dos operadores em questão foram ainda nomeados, no entanto, a Arjel advertiu que as primeiras audiências relacionadas com esta acção poderá ter lugar antes do fim deste mês de Julho".

Até à data a Arjel recebeu 44 pedidos de licenças de jogo, sendo 23 emitidas a 15 operadores, desde a abertura (regulamentação) do mercado de jogo online francês no mês passado. link

Numa entrevista, o presidente da ARJEL - Francois Vilotte - disse que com liberalização do mercado de jogo em França, mais de 80 milhões de euros foram gerados a partir de apostas desportivas online nas quatro semanas desde a abertura do mercado, com mais de um milhão de jogadores registrados em operadores licenciados.

"Nós vemos evidências de que a migração para um centro de oferta legalizada, está no bom caminho", disse Vilotte.

A Arjel também concordou na semana passada organizar encontros regulares entre os serviços responsáveis pela luta contra os operadores do jogo ilegais, a fim de combinar estratégias para ajudar a troca de informações e protocolos entre os vários departamentos, incluindo o escritório do Ministério Público, a divisão de cibercrime da Gendarmaria Nacional e da Directoria Geral de Finanças Públicas e Alfândegas e Impostos.

Página Inicial

0 comentários:

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online