Liga Portuguesa: FC Porto campeão 2011/2012

15 junho, 2012


A Liga Portuguesa 2011/2012 foi uma das mais disputadas da última década com três equipas na luta pelo título, mas também igualmente recheada de casos que mancharam a imagem da competição fora de fronteiras. A Liga Zon Sagres acompanhou em bom rigor a tendência recente do país, e fez vitímas entre os clubes mais deficitários.

No plano desportivo, o FC Porto mesmo longe do fulgor do tempo de Villas-Boas conseguiu ser mais regular na última etapa do campeonato e conseguiu revalidar o título, o seu 26º no total e sexto em sete temporadas, e amargar sobremaneira os adeptos benfiquistas que ainda hoje não acreditam como perderam a Liga em praticamente duas semanas e meia. Pelo meio da rivalidade de portistas e benfiquistas, o Braga teve também a sua oportunidade de ouro desperdiçada precisamente frente aos dois maiores candidatos, enquanto a Académica terminou a época de forma memorável ao conquistar a primeira Taça de Portugal em 73 anos.

Enquanto presidente do FC Porto, Pinto da Costa conquistou o seu 19º campeonato em 30 anos à frente do clube, numa campanha em que sofreu apenas uma derrota e somou mais seis pontos do que o rival Benfica. Após um bom início, que incluiu a conquista da Supertaça, o Porto chegou ao final de Janeiro a cinco pontos do líder Benfica, no seguimento da única derrota da época, frente ao Gil Vicente (3-0). Sem encontrar substituto à altura do prolífico ponta-de-lança Radamel Falcao, o regresso do experiente médio Lucho González, antigo capitão de equipa e campeão nas quatro épocas passadas no Porto, de 2006 a 2009, revelou-se crucial na segunda parte da temporada.

A Liga 2011-12 ficou marcada pela competitividade. A disputa pelo título entre Porto, Benfica e Braga manteve-se ao longo de várias jornadas. Para qualquer um dos candidatos era decisivo não perder pontos e esperar um deslize dos adversários. No final, o Porto foi o mais forte e sagrou-se Bicampeão Nacional. Os dragões assumiram a dianteira da classificação logo à segunda jornada e só a perderam à sexta, para o Benfica.

Os encarnados mantiveram-se na liderança da prova durante 15 rondas. À 21ª, o Porto aproveitou um desaire das águias e voltou ao primeiro lugar. No entanto, a equipa orientada por Vítor Pereira viria a ser arredada da frente à jornada 24, pelo Braga. O conjunto bracarense subiu ao primeiro lugar depois de 13 triunfos seguidos, alcançando o melhor registo vitorioso desta época, com a conquista de 39 pontos em 39 possíveis. Foram quatro meses a ganhar.


À 25ª jornada, o Porto recuperou a liderança. Os portistas tinham mais um ponto que o Benfica e dois que o Braga, ou seja, entre os três primeiros classificados havia uma diferença de apenas dois pontos. Qualquer uma das equipas podia arrecadar o troféu de Campeão. O Porto acabou por vencer os últimos cinco jogos e conquistar o seu 26º título.

Foram 55 jogos que o Porto esteve sem perder no campeonato. Após 703 dias sobre o último desaire, a 28 de Fevereiro de 2010 [3-0 fora frente ao Sporting], os "dragões" sucumbiram por 3-1 no terreno do Gil Vicente e ficaram somente a um jogo de igualar o recorde de Portugal, pertencente ao Benfica, com 56.  Num percurso que abrangeu triunfos fora frente ao Benfica e Sp. Braga, os jogadores comandados de Vítor Pereira perderam apenas quatro pontos nos últimos 13 jogos e conquistaram o título a duas jornadas do fim.


Quanto ao Sporting, o início de temporada prometia fortes esperanças com as contratações de verão, mas o seu desenrolar foi preocupante, com uma queda brusca no rendimento, e o precose afastamento na luta pelo título com Domingos Paciência a perder o comando do grupo. Chegou Sá Pinto e os Leões reencontraram-se. Com um esquema compacto, a equipa alcançou às meias-finais da Liga Europa - deixando para trás o milionário Manchester City - e até chegou a sonhar com um lugar na Liga dos Campeões. A "mancha" ficou na derrota na final da Taça de Portugal frente à Acadêmica.


O futebol português presenciou um episódio triste, envolvendo a União de Leiria, que entrou em campo contra o Feirense, mas com apenas oito jogadores - sendo seis deles emprestados. O motivo, foi a rescisão em bloco dos jogadores da equipa após cinco meses de salários atrasados.

Classificação final da Liga Portuguesa 2011/2012, pode ser vista neste site.

Subiram: Estoril e Moreirense
Desceram: Feirense e União de Leiria

Por fim, deixo o resultado da sondagem que esteve em aberto no Aposta X sobre quem iria ser campeão nacional. Obrigado a todos que ajudaram.


Lugares europeus
FC Porto – fase de grupos da UEFA Champions League
Benfica – fase de grupos da UEFA Champions League
Braga – "play-off" da UEFA Champions League
Académica – fase de grupos da UEFA Europa League
Sporting – "play-off" da UEFA Europa League
Marítimo – terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League

Melhores golos da Liga Portuguesa 2011/2012



Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

3 comentários:

Anónimo disse...

Há muitos muitos anos que não via um Porto tão sem chama como este do Vitor Pereira.

Coça-mos disse...

Vitó já acordaste?, nem no teu melhor sonho sonhaste ser campeão! Mas quem tem guarda de honra dos àrbitros pelo teu presidente até um calhau como tu pode ser campeão

Blogger disse...

There is shocking news in the sports betting world.

It has been said that every bettor needs to see this,

Watch this or quit betting on sports...

Sports Cash System - Robotic Sports Betting Software.

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online