Liga Zon Sagres 2010/11 - Análise da 1ª volta

31 dezembro, 2010


Practicamente a terminar a primeira volta da Liga Zon Sagres 2010/11, é já possível fazer uma reflexão das primeiras 14 jornadas do nosso futebol e conferir os destaques e desilusões e prognosticar o que acontecerá até final.

No arranque desta edição da Liga Portuguesa, eram muitos os que apostavam forte no Benfica. Na verdade, a equipa de Jorge Jesus vinha de um triunfo incontestável na passada edição do campeonato reunindo todos os condimentos para continuar nova prestação gloriosa aliando os resultados desportivos ao espectáculo. A verdade é que nem um dos objectivos foi cumprido. Derrotas consecutivas, problemas de assimilação dos novos jogadores, e um FC Porto demolidor, deixaram o Benfica a 8 pontos dos dragões e a renovação do título bastante suspeita.


A perda de jogadores como Ramires e Di Maria não foi bem gerida, os reforços ainda não convenceram, e Jorge Jesus está pressionado, em virtude dos resultados de momento. Até mesmo Fábio Coentrão caiu de produção, fazendo com que Carlos Martins, muitas vezes preterido no onze inicial, assumisse destaque, especialmente após os jogos que fez pela selecção. O fracasso na Liga dos Campeões, onde se depositava muita expectativa, quase foi o fim para Jesus. No entanto, o actual campeão começa finalmente a esboçar uma boa reacção após a eliminação na Champions League. Actualmente é a única equipa capaz de lutar pelo campeonato. Na minha minha humilde opinião, os estragos de início de época, com 4 derrotas em cinco jogos serão a causa do Benfica não bisar na Liga Portuguesa.

O FC Porto de Villas Boas é actualmente a equipa mais temível de Portugal. É a única equipa invicta (em 26 jogos na época, e 36 em sequência, se considerarmos o fim da era Jesualdo Ferreira) e um dos únicos na Europa. A regularidade da equipa, tanto dentro como fora da Liga Portuguesa (não esquecer a boa campanha também na Liga Europa), muito em virtude do óptimo desempenho de seus jogadores-chave, como Falcão, João Moutinho e, principalmente, Hulk, permite aos Dragões serem considerados os principais favoritos, hoje, ao título português. O momento alto da época, foi claramente os cinco golos aplicados ao Benfica. Atenção, o Porto lidera com excelente vantagem, mas nestes últimos jogos vem apresentando um certo desgaste. Veremos como se portará o FC Porto nos decisivos meses de Janeiro e Fevereiro.


Quanto ao Sporting, o filme da época 2009/10 só não é repetido porque os leões encerram o ano no “pódio”, ainda que com uma campanha paupérrima. Até mesmo o promissor desempenho na Liga Europa deu espaço a jogos impróprios, que não comprometeram a vaga assegurada à próxima fase, mas que enervaram os adeptos. Paulo Sérgio ainda tenta encontrar um modelo táctico a uma equipa em que principalmente os médios não sabem em que posição irão actuar. O eterno resolve, Liedson caiu de produção vertiginosamente. Por sua vez, a boa notícia foi mesmo o “regresso” de Hélder Postiga. O avançado vem fazendo uma boa época, voltou à selecção e nela deixou a sua marca. É uma das raras luzes no túnel leonino na actual época. Estranho apenas é o desaparecimento de Diogo Salomão da equipa. O jovem que o Sporting foi buscar ao Real Massamá no verão e que tão boa conta deu, não mais tem aparecido na equipa. A expectativas do Sporting até final passam necessáriamente por um lugar no pódio. Não acredito que mais do que o terceiro posto.

O 7º lugar do Braga é uma decepção? Em partes. Já era esperado que os bracarenses fossem ter problemas para dividir-se entre duas competições, em especial por se tratar de uma estreia na Liga dos Campeões. O desempenho na Liga Zon Sagres é, até ao momento, fraco, e os pontos perdidos para adversários mais modestos comprometeu o sonho de voltar à Liga dos Campeões. Porém, a irregularidade dos rivais permite que a Liga Europa - onde a equipa ainda sobrevive - seja plenamente possível.

Depois as surpresas

A grande surpresa do campeonato é a União de Leiria. Treinada por Pedro Caixinha, os avançados N’Gal e Carlão são destaques da equipa do Lis. O brasileiro, aliás, está de malas feitas para os japoneses do Kashiwa Antlers, e será um importante desfalque para a segunda parte da época.

Quanto ao Vitória de Guimarães tem feito uma óptima prova. A equipa treinada por Manuel Machado já complicou a vida aos três grandes, ao vencer Benfica e Sporting (este último, fora de casa) e empatar com o imbatível Porto. O bom desempenho de jogadores como João Ribeiro e o lateral Bruno Teles, vêm sendo decisivos para que os vitorianos regreseem às competições europeias.

Quanto aos restantes, destaque para a ascensão algo demorada do Marítimo, a queda de produção da Acadêmica e Olhanense, e o destino quase selado do da descida para os últimos Portimonense e Naval. A equipa da Figueira da Foz fez apenas cinco pontos até o momento, e só ganhou uma partida - na segunda jornada. Não acredito que o recém chegado Carlos Mozer consiga salvar uma equipa, que errou demasiado no planeamento da temporada.

Melhores golos da 1 à 14 jornada da Liga Portuguesa 2010/2011



Página Inicial

1 comentários:

Blogger disse...

There's shocking news in the sports betting industry.

It's been said that every bettor needs to look at this,

Watch this now or quit betting on sports...

Sports Cash System - Automated Sports Betting Software.

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online