Portugal entrou no carrossel espanhol e Adeus Mundial

30 junho, 2010


Na mitíca Cidade do Cabo, Portugal acabou por ir na onda e digamos sem grande estilo. A Espanha era melhor e confirmou o prognóstico desde o apito inicial. Bem cedo entrámos no carrossel liderado por Xavi e Iniesta, quanto a mim, a melhor dupla de organização/construção de jogo de sempre do futebol mundial.

Estes dois artistas, são capazes de fazer corar de vergonha qualquer clube ou selecção mundial. Ontem fomos nós, e amanhã serão Paraguai, Argentina ou Brasil. Não tenham dúvidas, a bola é deles e ponto final!


A nossa derrota com a Espanha, por 1-0, não é escandalosa, nem perto disso. Mas a forma como Carlos Queiroz montou a estratégia para este mundial 2010, permite muitas observações. Eu vejo a selecção nacional há muito tempo, e o estilo de jogo que Portugal apresentou jamais poderá equiparar-se a outra nossa selecção nacional. Jogámos à moda da Grécia por favor! Desde o desafio com a Costa do Marfim que o filme foi sempre o mesmo. Aquilo que nos distinguia das demais selecções adversárias, era o gosto pela posse de bola, a técnica, as oportunidades de golo! Aliás, Portugal desde o Euro 1996, era rotulada pela imprensa mundial como os brasileiros da europa ou como a equipa que jogava sem balizas! Foi assim, que a Selecção conseguiu conquistar o respeito a admiração de milhões de fans pelo mundo. Depois anos mais tarde, conseguimos juntar esse talento com resultados/finalização o que nos deixou pertissímo de grandes conquistas internacionais.


Fomos para Àfrica do Sul, eludidos em mais uma grande prestação, mas acabámos por sair completamente descaracterizados em relação ao que sempre apresentámos, uma selecção que premiava o espectáculo, que se batia de igual com qualquer adversário.

O grito de revolta de Deco e Cristiano Ronaldo ainda se fez ouvir, Carlos Queiroz fez orelhas moucas, optando pela táctica mais aburda que já se viu. Colocou vários jogadores fora das suas posições de origem. Pepe, Deco, Ricardo Costa, Cristiano Ronaldo. Resultado: um dos melhores do mundo fez um mundial tão Insípido e medíocre. Porque? Olha perguntem ao Queiroz!

Os melhores de Portugal

1: Fábio Coentrão, Eduardo, Raul Meireles, Tiago, Ricardo Carvalho e Bruno Alves. O resto do grupo e começando por Cristiano Ronaldo foi para esquecer.

Fotos do jogo Portugal 0-1 Espanha














Vídeo

Portugal 0-1 Espanha
David Villa


Descontro de Cristiano Ronaldo (cuspidela)


Fora de jogo de Villa


O Aposta X, coloca para Download em versão HDTV 720p (PT-PT) o jogo Portugal 0-1 Espanha, para puder disfrutar em DVD ou no próprio computador.

Em baixo, estão 3 links, os quais terá de fazer o download de cada parte. Feito, extraia-os um a um os ficheiros (winrar), e feito o processo ficará em apenas 1. Depois pode usar o Gom Player para ver em PC, ou gravar para um DVD e assistir no seu sofá.

Parte 1
Parte 2
Parte 3

Fotos: AP

Página Inicial

2 comentários:

Pedro Rodrigues disse...

Uma equipa que tanto se orgulhava de ter sido vice-campeã europeia e 4º classificada no Mundial 2006 e que almejava continuar nesse caminho de glória (pode não ganhar, mas convenhamos, são lugares de algum prestígio) tem de jogar o seu jogo e não estar constantemente a submeter-se ao estilo de jogo dos outros. Isso é o que fazem as equipas medianas e mediocres para ver se ganham 1 pontinho caso seja fase de grupos ou se levam a coisa para penaltis caso seja fase de eliminatórias.

Não pode ter medo da Espanha, pelo contrário, tem de impor medo à Espanha. E quando digo Espanha digo qualquer outra selecção no Mundo. É preciso alguém que meta uma mentalidade ganhadora e de raça nos jogadores que os faça acreditar "Não somos inferiores a ninguém. Jogamos o nosso jogo como sabemos e os outros que se submetam ao mesmo se o quiserem parar." Sei que pode não ser fácil jogar assim com a Espanha porque eles circulam a bola quase de olhos fechados, conhecem-se bem, mas tenho a certeza que pelo menos Argentina, Brasil e Alemanha são selecções para entrarem em campo com eles, olharem nos olhos e jogarem de igual para igual.

P.P. disse...

Começou pelo apuramento tremido num grupo que não adivinhava complicações de maior, passou por uma convocatória (no mínimo) polémica, com pérolas como "30" centrais, apenas 2 avançados, pouquíssima flexibilidade no plantel construído.

Chegado o mundial, após não sei quantos jogos de preparação, jogam os 2 laterais direitos convocados em 2 jogos e ambos jogam muito abaixo das expectativas, enterrando por tudo o que é sítio... tanto que se coloca um central de baixa rodagem (que eu nem sei como raio foi parar àquela convocatória, quanto mais ao 11 titular) na posição. Nota-se que foram bem ponderadas e observadas as escolhas! Chega-se à altura em que aquele que melhor está a jogar no ataque português, que estava a ser a referência posicional do ataque e que segundos antes por pouco não viu um cruzamento seu a ser desviado para golo após uma arrancada fenomenal em que deixa toda a defesa espanhola para trás (inclusive em corpo-a-corpo com aquele que é a maior esperança espanhola no seu eixo defensivo, um tal que chamam de "Piquenbauer" pelo seu país) é... retirado de campo, sem explicação aparente!

E então viu-se, onde estavam as soluções? Não existiam... não havia ninguém para entrar e poder balancear um pouco a equipa para o ataque, excepto um Deco que neste mundial, sinceramente, foi como não estar lá.

Portanto, eu só espero que arranjem um novo treinador, com uma maior competência, e que alguém volte a pegar no Queiróz para seu assistente. Ele parece muito bom a delinear estratégias fora de campo, quando toca a adaptar-se ao que está a acontecer lá dentro... ZERO!

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online