Triste destino: Sampdoria da Liga dos Campeões à Série B

22 maio, 2011


Esta temporada, vai ficar marcada pela derrocada de quatro clubes emblemáticos que disputam o Top 5 das principais ligas de futebol na europa. Da Inglaterra à França, passando pela Espanha e Itália, todas essas Ligas perderam para a segunda divisão clubes que temos alguma estima e admiração. Falo da Sampdoria, West Ham, Deportivo da Corunha e Mónaco.

Será sobre estas quatro equipas, que vou fazer uma crónica individual, com o balanço desportivo e os motivos que levaram ao seu fracasso.

Começo desde logo pela histórica Sampdoria. Carinhosamente designada de "Samp", desceu do céu ao inferno em apenas 12 singelos meses. Depois de uma grande época em 2009/10, a Sampdoria começou esta temporada com a expectativa de conseguir ainda melhores objectivos. Com uma boa equipa bem comandada por Luigi Del Neri e um punhado de bons jogadores, especialmente os dois avançados, esperava-se que a equipa da cidade de Génova chegasse à fase de grupos da Champions League e lutasse, novamente, por um lugar nas competições europeias.

Esse cenário caiu por terra logo no início da temporada. Ainda em Setembro/2010, no decorrer do play-off da Liga dos Campeões, a "Samp" caiu diante do Werder Bremen, depois de ter conseguido anular uma desvantagem de 3-1, trazida da Alemanha. No Estádio Luigi Ferraris, durante o prolongamento, acabaria eliminada pela, então, equipa de Hugo Almeida.

Curiosamente, no arranque da Serie A, a Sampdoria até começou bem com uma vitória sobre a Lazio, mas depois ficou cinco jogos consecutivos sem vencer, com quatro empates e uma derrota. Nos 18 jogos da primeira volta, apenas cinco vitórias, o que já dava uma ideia do futuro negro que teria pela frente.


A base da equipa era a mesma da temporada anterior. Os nomes que compunham o onze, foram: Gianluca Curci; Zauri, Daniele Gastaldello, Stefano Lucchini e Ziegler; Daniele Maninni, Palombo, Fernando Tissone e Stefano Guberti; Giampaolo Pazzini (Nicola Pozzi) e Massimo Maccarone. E foi no planeamento ofensivo da equipa, parte da explicação do fracasso esta temporada.

Os dois principais jogadores da "Samp" na época passada, Antonio Cassano e Giampaolo Pazzini, não terminaram o campeonato no clube. O primeiro foi afastado ainda na primeira volta, depois de uma ruptura com o presidente Riccardo Garrone. Ficou sem jogar e acabou por ser vendido ao AC Milan em dezembro. Já Pazzini foi o avançado que mais jogou pelos Blucerchiati na temporada, 18 jogos, mas deixou o clube em janeiro rumo ao Inter de Milão, também vendido pelo clube.

Os dois acabaram por ser as duas melhores contratações do mercado de inverno. Cassano foi opção no ataque do AC Milan e foi importante na campanha que acabou com o título rossonero. Enquanto que, Pazzini ganhou o lugar a Diego Milito quando o argentino esteve lesionado e não deixou mais o "onze" nerazurro. Marcou golos importantes e fez falta ao Inter na Liga dos Campeões, onde não pode jogar devido já ter alinhado pela Sampdoria na fase dos play-off – a mesma situação, sucedeu-se com Cassano nos rossoneri.

A perda dos seus dois principais jogadores foi um golpe duro, que foi agravado pela chegada do italiano Federico Macheda, emprestado pelo Manchester United. Este não conseguiu corresponder às expectativas e acabou no banco de suplentes. Dos 14 jogos que fez pela Sampdoria, Macheda foi apenas titular em três.

Quem também chegou em janeiro foi Massimo Maccarone, que veio do Palermo. Apesar de ter feito um papel melhor que Macheda, ainda deixou a desejar. Fez 17 jogos e marcou três golos, um deles de penalty. Fez pouco para inverter a péssima primeira volta, aliada à fraquissima soma de pontos.

O francês Jonathan Biabiany, que veio como contrapartida do Inter de Milão no negócio Pazzini, também ficou abaixo do esperado. Fez 16 jogos, oito deles como titular, fez uma assistência e marcou um golo. Não conseguiu ser titular na frente de ataque, nem no meio-campo.

Ao contrário do que se esperaria, o desempenho na segunda volta foi ainda pior. Dos 21 jogos seguintes, apenas três vitórias, quatro empates e 14 derrotas. Desempenho que ditou a descida, a uma jornada do fim. O aproveitamento da Sampdoria nas 38 jornadas disputadas foi de 29% dos pontos – com um total de oito vitórias, 12 empates e 18 derrotas, com 33 golos marcados e 49 sofridos.

A Sampdoria perdeu talento e perdeu organização. Isto porque o treinador da equipa na temporada passada era Luigi Del Neri, que foi para a Juventus. Quem o substituiu, Domenico Di Carlo, que veio do Chievo, não conseguiu manter o nível. Os bons jogadores da equipa passaram a não render e o esquema táctico mudou muito. O mesmo problema viveu Alberto Cavasin, contratado em março, após a demissão de Di Carlo. Assim como o antecessor, não encontrou maneira de resolver os problemas tácticos e encaixar as peças.


Para piorar a situação, a Sampdoria chegou ao derby de Génova com a corda no pescoço. Não podiam perder para o grande rival da cidade, quando esses mesmos tinham toda a motivação de afundar os blucerchiati. E a derrota acabou por acontecer em tons dramáticos, nos descontos e nos últimos segundos da partida. A derrota na jornada seguinte frente ao Palermo acabou por condenar o destino da Sampdoria. Do outro lado da barricada, os adeptos do Génova de Miguel Veloso e Eduardo provocavam dizendo “amar Garrone”, pela sua gestão que levou a equipa do céu ao inferno na mesma época.

Os adeptos do Génova fizeram um funeral para a Sampdoria. A rivalidade levou 30 mil pessoas a brincar com o mau momento da Sampdoria. a participação superou a média de assistência nos jogos do Génova de Miguel Veloso e Eduardo.


O filho do Presidente da Sampdoria (Ricardo Garrone), Edoardo Garrone, tentou explicar os erros da época desportiva da seguinte forma: “Nós pensámos que poderíamos ter feito algo de bom na Liga dos Campeões com o planeamento que tínhamos feito. Teríamos certamente outras opções. Sobre a troca de treinador, sentimos que Di Carlo não era mais capaz de conduzir a equipa. A escolha de Cavasin, aparentemente mal pensada, foi porque pensávamos que um técnico conhecido pela sua determinação serviria para dar à equipa o alento que precisava em termos de carácter”.

Uma das causas do péssimo ano foi uma sequência de eventos que não tivemos sorte. Tinhamos tido um mau início na Liga dos Campeões. É certamente verdade que as nossas acções não foram ajudadas pela sorte, mas falar de azar nesta altura não faria sentido. Eu quero encontrar pelo menos um aspecto positivo: eu posso confirmar mais uma vez que faremos tudo para voltar imediatamente à Serie A e fazer uma equipa ainda mais forte do que antes”, explicou ainda Edoardo Garrone.

Quem não achou muita piada às explicações, foram os adeptos. Muitos protestaram de maneira violenta, jogadores metidos ao barulho e apenas Palombo foi poupado. A descida será uma situação que o clube terá que suportar e aguentar. Em 2011/2012, os blucerchiati terão que tentar manter as principais pedras da equipa e reconstruir parte da equipa.

Pessoalmente, acredito, que dentro de um ano, teremos a Samporia de novo entre os maiores de Itália. Aposto em grande que isso aconteça, e para o ano cá estarei para dar a cara. Bari e Brescia, foram os outros acompanhantes a segunda divisão italiana, conhecida comercialmente por Serie B (Bwin).

Redes Sociais

Acompanhe o Aposta X no Twitter
Conheça a página do Aposta X no Facebook

Página Inicial

3 comentários:

Joana disse...

Espero que regressem no próximo ano à primeira divisão. É o clube por quem nutro mais simpatia em Itália, acho muito bonito que tenham o perfil de um pescador como símbolo, sendo Génova uma terra de pescadores.

Paulo Fernandes disse...

Muito comovente mesmo! A Sampdoria não merecia isto! Fazem falta mais homens como o Palombo no futebol! Que sentem mesmo um símbolo e que honram a camisola!

A verdade é que a própria Samp, que vendeu o Pazzini já depois de perdido o Cassano por motivos disciplinares, é porque não anda a nadar em dinheiro, com esta descida de divisão que financeiramente será avassaladora, a venda de jogadores como o Palombo deve ser fundamental para equilibrar as finanças.

Blogger disse...

There's shocking news in the sports betting world.

It has been said that every bettor needs to look at this,

Watch this now or stop placing bets on sports...

Sports Cash System - Advanced Sports Betting Software.

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online