Barcelona campeão 2009/2010. Mourinho poderá ser o novo treinador do Real

17 maio, 2010


A Liga espanhola terminou mais um capítulo com o Barcelona a sair pela terceira vez consecutiva como protagonista principal. O tri-campeonato da equipa de Pep Guardiola não surpreende, visto que face ao duelo intenso com o Real Madrid ao longo de toda a temporada, a situação ficou praticamente definida no duelo do Santiago Bernabéu onde os culés venceram. Numa Liga tão atípica como foi o caso deste ano em que os dois primeiros deixaram os demais a milhas, prevaleceu a enorme décalage entre os dois colossos, as equipas médias e as que lutaram pela permanência.


O Barcelona garantiu a revalidação do título com uma clara vitória por 4-0 na recepção ao Valladolid, que assim acabou despromovido. Lionel Messi bisou na partida e elevou para 34 o seu número de golos na presente edição da Liga espanhola, em que o Barça terminou com um total, sem precedentes, de 99 pontos - mais três que o eterno rival, Real Madrid, que não foi além de um empate (1-1) na vista ao Málaga.


Pep Guardiola consolidou o seu trabalho ao mostrar que a época passada não foi sorte de principiante, Messi cresceu no status de melhor do mundo, jogadores de nomeada como Ibrahimovic e Henry perderam espaço para a cantera como Pedro e Bojan e o sistema de jogo ofensivo continua a dar os melhores resultados.

Também não houve tantas novidades no Real Madrid. O clube investiu novamente milhões de euros. Com tanto talento, é claro que teve uma equipa forte e capaz de bons momentos, mas nunca chegou a convencer colectivamente. A pressão da imprensa também foi fortissíma, o que instabilizou ainda mais o clube.

Caso não saibam, Joan Laporta vai deixar a presidência do Barcelona e os candidatos à sucessão não acenam com grandes mudanças no modelo de gestão. O clube deverá manter a política, investindo em um ou outro reforço mais extravagante para complementar a base, formada em casa. No entanto, já se imagina que Henry deixará o clube. Ibrahimovic também pode ficar na berlinda, pois tem muito mercado e pode ser usado como moeda de troca. Ainda mais se o candidato vencedor tiver prometido algum nome difícil de negociar, como Fàbregas.


No Santiago Bernabéu as mudanças devem ser mais profundas. Minutos após o empate com o Málaga, que encerrou matematicamente as chances do título, o director-geral Jorge Valdano foi questionado se o novo projecto passa por mudanças no banco ou na equipa. Resposta: “ambas as coisas”. Quem já sabe que termina a sua longa aventura Real é Guti - vai jogar no Galatasaray - outro nome avançado e este mitíco é o de Raúl.


O processo de despedimento do técnico Manuel Pellegrini esteve sobre a mesa desde a eliminação frente ao Alcorcón para a Taça de Espanha. Ficou consolidado após a eliminação na Liga dos Campeões. Só não foi consumado por dois motivos: A campanha no campeonato não era motivo suficiente para justificar a demissão a meio do percurso. E não havia um nome forte no mercado que aceitasse tal cruz.

Pellegrini sabe que sua demissão é uma questão de formalidade. O principal objectivo do Real Madrid é José Mourinho, e segundo o que avança a imprensa espanhola (Link) " o especial" será o novo treinador de Cristiano Ronaldo.


O Sevilha, conseguiu brilhantemente a quarta vaga na Liga dos Campeões 2010/2011 com um golo nos minutos finais em Almeria (vídeo). Assim, a década termina com os andaluzes consolidados como terceiro clube espanhol. Conquistou duas Taças Uefa, uma taça do Rei e uma Supertaça europeia, além de participar em duas edições da Liga dos Campeões (está a caminho da terceira), nos últimos cinco anos.

Valladolid, Málaga, Racing Santander e Tenefire começaram o dia com 36 pontos e dois lugares de descida ainda por atribuir. O Racing foi o único a ganhar, por 2-0, em casa, ante o Gijón. A derrota do Valladolid condenou a equipa, acompanhada pelo Tenerife, que perdeu 1-0 no reduto do Valencia. O Xerez acabou em último, após empatar 1-1 com o Osasuna.

Fotos da festa de Barcelona, neste Link.

Resultados da 38ª Jornada (última) da Liga Espanhola 2009/2010

Barcelona - Valladolid, 4-0 (Prieto 27' p.b., Pedro 31', Messi 62' e 76')
Málaga - Real Madrid, 1-1 (Duda 6'; Van der Vaart 48')
Osasuna - Xerez, 1-1 (Dady 55'; Antonito 61')
Valencia - Tenerife, 1-0 (Alexis 90')
Racing Santander - Sporting Gijón, 2-0 (Tchité 35' e 55')
Athletic Bilbao - Deportivo, 2-0 (I. Muniain 20', J. Martinez 77')
Atlético Madrid - Getafe, 0-3 (Soldado 14' e 53', Parejo 87')
Saragoça - Villarreal, 3-3 (Eliseu 4', Colunga 29', Pulido 35'; Cazorla 40' e 56', Rossi 77')
Almería - Sevilha, 3-2 (Soriano 44', Ortiz 79'; Kanouté 16', Chico 53' p.b., Rodri 90')
Maiorca - Espanyol, 2-0 (Victor 24', Suárez 76')

Classificação final da Liga Espanhola 2009/2010


Vídeo

Barcelona 4-0 Valladolid
Prieto 27' p.b.
Pedro 31'
Messi 62' e 76'


Vale a pena ver os golos do dramático apuramento do Sevilha para a LC


Todos os golos de Cristiano Ronaldo pelo Real na Liga


10 melhores golos da Liga Espanhola 2009/2010


Fotos: AP

Página Inicial

1 comentários:

Hugo Pires disse...

Qt ao RM talvez esteja mesmo a precisar de um Mourinho, um treinador que altere a forma de pensar e agir do clube, que consiga calar as vozes históricas do passado do Real que têm sempre uma opinião crítica a dar

Impressionante a Liga Espanhola este ano. Dois clubes a criar um fosso enorme com os restantes, é verdade, mas duas pontuações finais a ultrapassar os 90 é algo que deve ser assinalado.

Parabéns a Guardiola e companhia mas, com Mourinho no Real, a luta vai doer

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online