Inter de Milão - O melhor da Europa 2009/2010

31 maio, 2010


O Inter de Milão terminou uma longa e sofrida espera. Um percurso de 45 anos entre a conquista da antiga Taça dos Campeões europeus de Angelo Moratti e Helenio Herrera (esta frente ao Benfica) e a de Massimo Moratti e José Mourinho, na histórica noite de Madrid contra o Bayern de Munique, por 2-0. Foi a maior glória de toda uma geração que cresceu vendo a equipa falhar nas grandes ocasiões da competição maior de clubes da europa.

O lugar deste Inter na história está eternizado. É a primeira equipa italiana de sempre a alcançar o Triplete. Algo que nem mesmo equipas míticas, como o AC Milan dos anos 80/90, alcançaram. No percurso da Liga dos Campeões 2009/2010, classificações memoráveis em campos como Stamford Bridge e Camp Nou. Sem falar na luta palmo-a-palmo pela conquista da Serie A, com a AS Roma valorizando sobremaneira a conquista nerazzurra.


José Mourinho entrou no lote restrito de treinadores que ganharam tudo numa época: Liga dos Campeões, Liga nacional e Taça italiana. O português arrecadou tudo este ano, um feito que nunca tinha conseguido atingir: nem sequer no FC Porto. Antes do Inter de José Mourinho, só cinco clubes tinham alcançado igual feito. O primeiro clube a consegui-lo foi o Celtic de Glasgow, em 1967.


Na próxima temporada, já sem José Mourinho, além da responsabilidade de defender a Champions League, o Inter de Milão ainda pode seguir o exemplo do Barcelona e alcançar um ano perfeito, conquistando os três títulos oficiais ainda possíveis: a Supertaça Italiana, contra a Roma, a Supertaça Europeia, contra o Atlético de Madrid, e o Mundial de Clubes, em dezembro, contra adversários a definir.

Em casa, os nerazzurri têm a possibilidade de alcançar um feito inédito na história da Liga Italiana (Serie A): o sexto scudetto consecutivo. O pentacampeonato deste ano igualou as marcas da Juventus, de 1931 a 1935, e do grande Torino, em 1943 e de 1946 a 1949 (não houve campeonato em 1944 e 1945 por causa da guerra). Além disso, o clube está a dois títulos de chegar ao total de 20, tornando-se a segunda equipa a ostentar a segunda estrela na sua camisola.

A dúvida é se o Inter terá os meios para prolongar sua hegemonia no futebol italiano e provar que a grande temporada europeia não foi apenas uma excepção. Mourinho já arrumou as malas para Madrid, deixando um buraco praticamente impossível de ser fechado nesta altura. Talvez o único nome capaz de substituir "o Especial" fosse Fabio Capello. No entanto, para saber da eventual disponibilidade de Capello será necessário esperar pelo fim da participação inglesa no Campeonato do Mundo.


Guus Hiddink também seria um nome interessante, mas tem contrato assinado com a selecção da Turquia. Entre os nomes disponíveis, desponta o de Sinisa Mihajlovic, que fez um excelente trabalho à frente do Catania e já se desvinculou para tentar melhores oportunidades. A Fiorentina, que perdeu Cesare Prandelli para a selecção italiana, é uma destas possíveis vagas, mas o sérvio certamente tem o Inter de Milão em vista. Terminou a sua carreira de futebolista no clube nerazurro e conquistou títulos como adjunto de Roberto Mancini, antes de sair em 2008 com a chegada de Mourinho.

Caso Mihajlovic seja mesmo o escolhido, chegará com a vantagem de já conhecer o clube, contar com a confiança de Moratti e ter trabalhado com vários dos jogadores da equipa. Por outro lado, a pouca experiência e a sombra de Mourinho podem intimidar.


Quanto à actual equipa, a perspectiva será de manter o maior número possível de campeões, mas alguns assédios serão difíceis de resistir. Maicon, por exemplo, é alvo do Real Madrid. Será provavelmente bem vendido, avaliado em cerca de 30 milhões de euros, mas dificilmente encontrarão substitulo à altura no mercado. Diego Milito, o grande herói das três conquistas, deverá ter muito mercado e só deverá ficar se receber um reajuste salarial.

Nem todos brilharam ao mesmo nível, como Ricardo Quaresma e Arnautovic - estes irão sair com grande certeza. Muntari terminou a época em baixa e também pode ir pensando em novos ares. Na defesa, jogadores como Córdoba e Materazzi já estão perto do fim de ciclo. Jovens como os médios Krhin e Mariga devem conseguir mais espaço na equipa, mas também será preciso que Moratti vá às compras.


Dinheiro não falta para Massimo Moratti. Ao contrário de Berlusconi no AC Milan, o empresário do ramo petrolífero não tem problemas de tesouraria, e toda a receita prevista pelo título europeu pode ser reinvestida no mercado. Os prémios pelo Champins, as participações no Mundial de Clubes, em apenas dois jogos, vale 4 milhões de euros ao campeão) e até mesmo a cláusula de rescisão de Mourinho, que rendeu 16 milhões de euros aos cofres nerazzurri.

É possível revolucionar e continuar a ter êxito. A equipa titular na final da Liga dos Campeões tinha cinco jogadores (Lucio, Sneijder, Eto’o, Milito e Pandev) que não estavam na formação temporada anterior. Mesmo com mudança no comando, o Inter de Milão pode sonhar com mais um ano de glórias. A pergunta fica no ar. Será que conseguirão sem Mourinho no leme?

Vídeo

Inter de Milão 2-0 Bayer de Munique
Diego Milito 34´e 70´


Festa do Inter na Liga dos Campeões 2009/2010


Fotos: AP

Página Inicial

2 comentários:

Blogger disse...

There's shocking news in the sports betting world.

It's been said that every bettor must watch this,

Watch this or stop placing bets on sports...

Sports Cash System - Robotic Sports Betting Software.

Blogger disse...

QUANTUM BINARY SIGNALS

Professional trading signals delivered to your cell phone every day.

Follow our signals NOW & make up to 270% daily.

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online