Chelsea campeão e vencedor da Taça de Inglaterra 2009/2010

16 maio, 2010


A temporada do futebol inglês 2009/2010 está encerrada num ano absolutamente memorável para o Chelsea (foto) e o estreante Carlo Ancelotti que chegou e tudo levou. Com a vitória na Premier League, os blues juntaram a Taça de Inglaterra num feito jamais alcançado pelo clube de Stanford Brigde. A dobradinha de Ancelotti superou a época de estreia de José Mourinho (2005), que no seu primeiro ano venceu também dois títulos, embora um deles tivesse sido a terceira competição mais importante (Taça da Liga).


O Chelsea nestas 38 jornadas da Premier League venceu por 27 vezes, e em treze delas bateu o adversário por mais três golos de diferença. No total a equipa londrina fez 103 golos pulvrerizando assim o recorde anterior da competição. A juntar a este rol, Drogba tornou-se o melhor marcador com 29 golos e deixou em segundo lugar Rooney com 26 tentos.

Era previsível que este ano o Manchester United iria sentir a grande perda do seu melhor jogador dos últimos anos (o "nosso" Cristiano Ronaldo). Poucos perdem o melhor (e CR7 era o melhor do mundo) e a equipa não vacila. Sinceramente, eu à partida para este campeonato não dava o Manchester United como principal favorito. Depois da época anterior o Liverpool ter feito um campeonato espectacular, era nos Reds que residia a minha Aposta X. Bem cedo as minhas expectaticas sairam erradas e o Chelsea mostrou isso com um arranque fortissímo.


Não tivesse sido o ano grandioso de Wayne Rooney e o Chelsea teria garantido o título há várias jornadas. O Manchester United viveu da sua principal referência durante praticamente todo o ano, e talvez o avançado não tivesse sofrido vários problemas físicos o resultado final fosse outro.

Não é coincidência, portanto, que apesar de conquistar o título principal e a Taça, o Chelsea não tenha os prémios de jogador do ano (prémio para Rooney), nem o treinador (prémio para Roy Hodgson do Fulham). O trabalho de Ancelotti foi sem dúvida bem sucedido e competente, e é impossível não observar a qualidade da formação de Stanford Bridge. Apesar disso, além do sucesso ofensivo, que entrou para a história, a sensação final é de que o domínio pontual deveria ter sido maior face à fragilidade dos adversários. Neste ponto, quando Mourinho venceu, os grandes rivais do Chelsea e restantes equipas eram mais competitivas.

O problema para o Manchester United esteve claro desde o primeiro momento: os jogadores contratados para diminuir o impacto da saída de Cristiano Ronaldo pouco ou nada renderam, e os que já estavam no clube, somente Nani revelou crescimento. Os Red Devils tiveram que confiar, de novo na velha guarda, como Giggs, Scholes e Neville. Dificilmente esta velha fórmula terá sucesso em 2010/2011.

Em conclusão, o Chelsea, quanto a mim, será novamente a maior ameaça para o título no próximo ano. O Liverpool de Rafael Benítez terminou de prazo; o Arsenal precisa de jogadores experientes, e o ManUnited não tem dinheiro para comprar os jogadores de que necessita.



Quanto à final da Taça de Inglaterra, foi Chelsea a mais para um Portsmouth tão ferido. Mesmo assim, e depois de 5 bolas nos postes da baliza de David James, a equipa de Ricardo Rocha poderia ter feito história, não fosse o penálti falhado por Boateng já na segunda parte.



O velho ditado ditou a sua lei, e Drogba poucos minutos depois encarregou-se de fazer justiça ao marcar de livre um belo golo. Por sinal, a bola entrou sem antes tivesse batido novamente no poste. Foram precisos 105 de anos de vida para os adeptos do Chelsea poderem festejar a tão almejada dobradinha. Com a vitória, a equipa de Carlo Ancelotti escreveu uma página de ouro na história do clube. Esta foi também a terceira Taça conquistada pelo Chelsea nos últimos quatro anos.

                                       Foto do ambiente magnifico do estádio de Wembley

Resultados da 38ª Jornada (última) da Liga Inglesa 2009/2010

Chelsea - Wigan, 8-0 (Nicolas Anelka 6' 56', Frank Lampard 32´, Kalou 54', Drogba 63' 68' 80', Ashley Cole 90)
Manchester United - Stoke City, 4-0 (Darren Fletcher 31', Ryan Giggs 38', D. Higginbotham a.g., Ji-Sung 84')
Arsenal - Fulham, 4-0 (Arhavin 21', Van Persie 26', Baird a.g. 38', Vela 84')
Aston Villa - Blackburn, 0-1 (Dunne a.g. 84')
Bolton - Birmingham, 2-1 (K, Davies 33', Steinsson 81'; McFadden 77')
Burnley - Tottenham, 4-2 (Elliot 42', Cork 54', Paterson 71', Thompson 88'; Bale 3', Modric 32')
Everton - Portsmouth, 1-0 (D. Bilyaletdinov 94´)
Hull City - Liverpool, 0-0
West Ham - Manchester City, 1-1 (Luís Boa Morte 17'; Wright-Phillips 21')
Wolves - Sunderland, 2-1 (Kevin Doyle 11´, Adlene Guedioura 79'; Kenwyne Jones 8')

Classificação final da Liga Inglesa 2009/2010


Vídeo

Melhores momentos da Premier League 2009/2010


Fotos: AP

Página Inicial

1 comentários:

João Paulo disse...

No inicio da época pensava que Ancelotti ia falhar no futebol Inglês mas as minhas previsões falharam claramente e venceu a liga Inglesa com grande categoria e fez a dobradinha. Acabou por falhar onde menos esperava, na champions league onde tinha a experiência de vários anos a orientar o Milan.

Se CR estivesse no Manchester aposto que os campeões eram outros.

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online