Chelsea encaminhado para ser campeão. Newcastle de regresso à Premier League!

05 abril, 2010


A 33ª jornada da Liga Inglesa ficou marcada pelo escaldante duelo em Old Trafford, onde o Chelsea venceu o Manchester United (1-2) dando um passo enorme em voltar a erguer o maior troféu, algo que não acontece há três anos, período pós-José Mourinho.

Parte da vitória dos blues começou nas escolhas dos técnicos para as equipas iniciais. Ancelotti apostou na mesma equipa que goleou Portsmouth e Aston Villa nas duas últimas jornadas, enquanto Alex Ferguson lançou Valencia e Scholes no onze, em prejuízo de Nani e Carrick, apostando em Berbatov para o lugar do lesionado Rooney. A aposta revelou-se desastrosa, pois Berbatov nunca conseguiu fazer esquecer Rooney e Scholes foi completamente anulado pelo meio-campo do Chelsea, onde Deco, em particular, assinou uma excelente exibição. Dado o domínio dos londrinos, foi sem surpresa que Joe Cole inaugurou o marcador com um toque de calcanhar, após boa iniciativa de Malouda.

Na segunda parte, a toada manteve-se e, aos 79', Drogba marcou o segundo golo em posição irregular, lance que motivou muitas críticas de Ferguson à arbitragem. O ManUnited só conseguiu responder após as entradas de Nani e Macheda, curiosamente os protagonistas do lance do golo de honra dos red devils.


Faltando cinco jornadas para o final, o Chelsea ainda joga em casa contra Bolton, Stoke e Wigan, embora tenha que visitar Tottenham e Liverpool. Imaginando que destes dois jogos percam dois pontos, o que não é muito, e considerando que em casa, em 16 jogos, os Blues ganharam 14 – e perderam com o City e empataram com o Everton –, não é exagerado projectar que o Chelsea faça ainda mais pelo menos 11 pontos, chegando, portanto, aos 85 finais.

Para chegar aos 85 pontos, o Manchester United teria que fazer 13 pontos em 15 disponíveis. E o Arsenal, 14 pontos em 15 possíveis, e considerando o seu fraco Goal average, para ser campeão nesse cenário, teria mesmo que ganhar todos os seus jogos. Os Red Devils têm pela frente Tottenham e Stoke em casa, prováveis seis pontos. Jogam, porém, três vezes fora, sendo uma delas contra o City (no dérbi)– e as outras contra Blackburn e Sunderland, longe de serem jogos fáceis.

O Arsenal ainda pode ter sonhar. Entretanto, embora tenham adversários em tese mais acessíveis que os dos rivais, os Gunners jogam também três vezes fora, uma delas contra o vizinho Tottenham já na próxima jornada, as outras duas contra Wigan e Blackburn. Nos jogos em casa, destaca-se o complicado, Manchester City.


Regressando, à jornada 33, o Arsenal sofreu para vencer o Wolverhampton com o golo a sair aos noventa minutos por Bendtner. O Tottenham perdeu o quarto lugar para o City que esmagou o Burnley na casa destes por incríveis 1-6. De resto, registo para o regresso às vitórias do Fulham e Villa e mais um tropeço do Liverpool, que tem compremetidas as suas expectativas em chegar à Liga dos campeões. Não esquecer que na quinta-feira, Anfield Road recebe o Benfica para segunda-mão dos quartos-de-final da Liga Europa.


Já agora, uma vénia para o Newcastle que acaba de garantir automáticamente o regresso ao escalão maior do futebol inglês, 12 meses depois ter caído na Championship. Um dos grandes de Inglaterra, volta asssim ao palco que é seu. Só para terem ideia, o Newcastle tem uma das maiores médias de assistência com 42,335 espectadores (isto, na 2ªdivisão!).

Vejam as fotos exclusivas da festa dos jogadores do Newcastle, neste Link.

Resultados da 33ª Jornada da Liga Inglesa

Manchester - Chelsea, 1-2 (Macheda 81'; Joe Cole 19', Drogba 79')
Arsenal - Wolverhampton, 1-0 (Nicklas Bendtner 90')
Birmingham City - Liverpool, 1-1 (Ridgewell 57'; Gerrard 47')
Everton - West Ham, 2-2 (Bilyaletdinov 24', Yakubu 85'; Manuel Da Costa 60'; Ilan 87')
Fulham - Wigan, 2-1 (Okaka 49', Hangeland 58'; Scotland 34')
Bolton - Aston Villa, 0-1 (Ashley Young 11')
Portsmouth - Blackburn Rovers, 0-0
Stoke City - Hull City, 2-0 (Fuller 6' e Lawrence 89')
Sunderland - Tottenham Hotspur, 3-1 (Bent 1' e g.p. 29' e Zenden 85'; Crouch 72')
Burnley - Manchester City, 1-6 (Adebayor 4' e 45', Bellamy 5', Tévez 7', Vieira 20' e Kompany 58'; Fletcher 71')

Vídeo

Manchester 1-2 Chelsea
Joe Cole 19'
Drogba 79'
Macheda 81'


Birmingham 1-1
Gerrard 47'
Ridgewell 57'


Fotos: AP

Página Inicial

4 comentários:

Rui Alexandre disse...

O Chelsea jogou mais e esteve muito melhor que o Man.U. Quem joga com Berbatov e Valencia e sem Rooney não pode fazer muito ...Chelsea campeão 100% garantido.

Anónimo disse...

Difícil para o MU, mas ainda está tudo em aberto. Chelsea ainda tem de jogar fora frente ao Tottenham e Liverpool, enquanto que o jogo mais difícil do United fora de portas é frente ao City.

A ausência do Rooney é que pode complicar as coisas nos jogos de dificuldade média-alta (Blackburn e Tottenham)e também o facto de estar nas competições europeias.

César Fernandes disse...

Pode ser que com este abanão, o Newcastle volte melhor! Quanto à 1 Liga, que vença o Arsenal, gosto bastante do seu futebol.

Blogger disse...

There is SHOCKING news in the sports betting world.

It has been said that every bettor needs to look at this,

Watch this or quit betting on sports...

Sports Cash System - Advanced Sports Betting Software.

Enviar um comentário

Home - Aposta X

 

Aposta X - Futebol e Apostas Online